[thg_db_photographer]: Carlos  Monteiro ,  © DDF/IMC,IP


Designação do objecto:

Junot protegendo a cidade de Lisboa

Localização:

Porto, Portugal

Museu titular:

Museu Nacional de Soares dos Reis

Data:

Cerca de 1808

Tipologia do objecto:

Pintura alegórica.

Artista(s):

Domingos António de Sequeira (1768, Lisboa-1837, Roma)

Periodo de actividade:

Cerca de 1785– 1837

Número inventário do Museu titular:

14 Pin CMP/ MNSR

Material / Técnica:

Pintura a óleo sobre tela.

Local de produção:

Lisboa.

Dimensões:

Altura: 73.5 cm; largura: 100 cm

Proveniência:

Adquirido a João Allen pela Câmara Municipal do Porto.

Descrição:

No contexto das invasões francesas, Domingos Sequeira cedo estabeleceu amizade com oficiais do exército napoleónico, como é o caso do conde de Forbin, oficial e pintor amador. Esta aproximação valeu a Sequeira a encomenda de uma representação alegórica que se pretendia exaltante da acção protectora do general Junot pela cidade de Lisboa. Esta actividade de Sequeira, entendida como uma adesão aos ideais do inimigo ocupante, custou-lhe perseguições e processos condenatórios. Foi com grande esforço que Sequeira conseguiu, em parte, a sua reabilitação perante o país.
Num espaço de ar livre, sobre uma colina, estão representados três grupos de figuras, nos primeiros planos. No grupo central da composição, está representado Junot, em traje militar, de pé, voltado para uma figura de mulher jovem, que representa a cidade de Lisboa, amparada pela Religião e pelo Génio da Nação. À esquerda da composição, num plano um pouco mais recuado, outro grupo de figuras constituído por dois homens, de que só são visíveis os troncos nus, representando Marte que aniquila Neptuno, e que simbolizam, respectivamente, a França e a Inglaterra. No lado oposto, duas figuras femininas, que avançam em direcção ao grupo central, suspensas no ar, representam Ceres e Minerva, a abundância e a sabedoria. Sobre elas, paira uma águia de grandes asas abertas. O cenário desta representação é constituído por uma extensa planície que se estende até ao mar. A meia distância, um numeroso exército onde se distinguem cavalos e cavaleiros que avançam em formação. Ao fundo, uma esquadra numerosa está fundeada junto à praia. O céu, sombrio e carregado de nuvens, que preenche uma grande faixa do cenário da composição, abre-se numa tonalidade mais clara e luminosa junto à linha do horizonte, sobre o mar.

View Short Description

Titular actual:

Câmara Municipal do Porto

Titular original:

Colecção João Allen, Porto. João Allen adquiriu a pintura em Roma, ao próprio pintor, em 1827

Como foram estabelecidas datação e origem:

Evidência histórica.

Historial da aquisição pelo Museu:

A Câmara Municipal do Porto adquiriu a Colecção de João Allen em 1851. Em 1940, é feito o depósito das colecções do Museu Municipal no Museu Nacional de Soares dos Reis.

Bibliografia seleccionada:

Vasconcelos, J. de, “Sequeira e Junot”, in Arte – Archivo de Obras de Arte, ano VIII, nº. 90, Porto, 1912, pp. 46–48.
França, J.-A., A Arte em Portugal no Século XIX, Lisboa, 1991, pp. 146–147.
Sequeira 1768 – 1837, Um Português na Mudança dos Tempos, Catálogo de exposição, MC/IPM/MNAA, Lisboa, 1997, pp. 184–185.
AAVV – Museu Nacional de Soares dos Reis, Roteiro da Colecção, Porto, 2001, p. 64.

[thg_db_notice_b_title]

Direitos de autor fotografia: Divisão de Documentação Fotográfica/ Instituto dos Museus e da Conservação,I.P.

Citation:

Elisa  Ribeiro Soares "Junot protegendo a cidade de Lisboa" in Discover Baroque Art , Museum With No Frontiers, 2018. http://www.museumwnf.org/thematicgallery/thg_galleries/database_item.php?itemId=objects;BAR;pt;Mus11_A;11;pt&id=paintings

Autoria da ficha: Elisa Ribeiro Soares

Número interno MWNF: PT 14

Related Content


On display in

MWNF Galleries


Download

As PDF (including images) As Word (text only)